28 de jul de 2010

Perdão e Julgamento

Estava voltando do meu consultório ontem, no início da noite, quando ouvi no rádio uma canção muito antiga, de melodia ingênua, até meio pobre, mas da qual a mensagem não era possível me furtar. "Amor por retribuição" canção da banda Kid Abelha que fala sobre a impossibilidade de amar, de doar-se somente pela gratidão.

Nossas perversidades na área do amor, do julgamento e do perdão. Fatos essenciais nos choram e chamam a atenção. Somos mesquinhos na divisão do amor. Confundimos valores e suas importâncias. Como ao amor não correspondido, o amor das dívidas afetivas, de anos de ingratidão e despeito. Amor esse, ou dívida, essa que surpreendentemente não é paga com amor. Ela é cobrada na justiça em espécie!! Em dinheiro ou bens materiais. Preferimos punir com a ruína ou a difamação do que recompor afetos com perdão e compreensão.




Amor por retribuição
(Leoni/George Israel)
Ovos quentes e café na cama/As suas lágrimas no meu pijama
Você não pode me cobrar/Pelo que deu de graça

Sempre inventando/Mais provas de amor
E só me abraça pra sentir o efeito/Acho que a sua inspiração/Está em livros de direito

Talvez eu tenha ganho/Mais que eu tenha dado/Mas contas de amor
Sempre dão errado/Você me lembra histórias do passado/E tudo mais pra eu me sentir culpado

Amor por retribuição/Você só pode estar de brincadeira
Pingüins em cima de geladeiras/Valem tanto quanto um beijo por compaixão

Ovos quentes e café na cama/Eu sei de tudo que você trama
Os mesmos truques de manhã/Você já não me engana

Não se importa em estar apaixonado/Só pensa em datas e compromissos
Seus beijos uma vez por mês/Não quero nada disso

0 comentários:

Postar um comentário